DestaquesNotícias

Stay Hungry. Stay Foolish.

By 6 de outubro de 2011 3 Comments

steve jobs homenagem morte

 

É impressionante como a partida de Steve Jobs comoveu o mundo. A sua breve passagem por este mundo louco entrou para a história. Influenciou e continuará influenciando a vida de milhões de pessoas. Fez com que a sua vida fosse uma aventura, uma experiência. Fez o que acreditava que tinha que ser feito. O maior legado que Jobs deixa para atual e para as próximas gerações não é o Macintosh, o iPod, o iPhone, iPad ou a Pixar. É a arte de ser simplesmente autêntico, de ser você mesmo. Por muitas vezes foi aplaudido e vaiado, errou e acertou, teve seus altos e baixos, foi polêmico, foi rejeitado. Apesar de sua vida ter sido uma montanha russa, hoje fica claro o que levou o mundo à se comover com a sua despedida, que é a teimosia ou a disciplina de manter a sua personalidade.

Em sua jornada não perdeu a fé em si mesmo e no que acreditava. A sua busca incansável por auto-conhecimento levou à entender não só a si mesmo, entendeu o ser humano. Na sociedade repleta e dominada por padrões, convenções e dogmas sociais, nadou contra a maré decidindo ser autêntico. Jobs nos ensinou que compensa ser nós mesmos. Nos deixou uma bela e valiosa mensagem em um discurso que fez em uma formatura da Universidade de Stanford:

“Seu tempo é limitado, então não gaste vivendo a vida de outra pessoa. Não deixe o ruído da opinião alheia sufocar sua voz interior. E mais importante, tenha coragem de seguir seu coração e sua intuição, eles de alguma forma já sabem o que você quer se tornar. Tudo o mais é secundário. Stay Hungry. Stay Foolish.”

Abraços,

Eduardo M. Borba

3 Comments

  • Jef disse:

    Realmente uma pena!

  • Ale disse:

    “No vocabulário da maioria das pessoas, design quer dizer aparência favorável”, disse Jobs à revista Fortune logo depois de retomar as rédeas da Apple. “Mas, para mim, nada poderia estar mais distante do significado de design. Design é a alma fundamental de uma criação do homem, que acaba se expressando em sucessivas camadas exteriores.” (Revista Veja – 12 de outubro).

  • Borba disse:

    Se o setor de design acreditar na equivocada opinião alheia, sobre o seu significado e razão de existir, acabará se tornando exatamente a opinião alheia. Ainda são poucos os que entenderam o objetivo do design.