DestaquesNotícias

R$ 73 bilhões

By 20 de junho de 2011 One Comment

R$ 73 bilhões, este é o número que representa o déficit tecnológico no Brasil já no primeiro semestre de 2011. Em outras palavras, esse é o capital que enviamos à outros países importando produtos e serviços de maior intensidade tecnológica, principalmente da China. É possível ver o Deficitrômetro, contador eletrônico criado pela PROTEC – Pró-Inovação Tecnológica, com números do déficit tecnológico em tempo real do país no site www.deficitometrotecnologico.org.br .

Em 2010, essa conta ficou em US$ 85 bilhões negativos, uma cifra 33% maior que 2008 e quatro vezes maior que a de 2006.  Estes resultados refletem o atraso em inovação no país, que comprometem a geração de empregos, renda, criação e desenvolvimento de empresas, arrecadação de impostos, enfim, compromete o desenvolvimento do país e de seus cidadãos. Importamos mais produtos e serviços com maior intensidade tecnológica (inovação) do que exportamos, isto é, um certificado de incompetência na gestão da inovação.

O mais impressionante desta situação é que temos todas as ferramentas para sermos um dos países mais inovadores e desenvolvidos do planeta, basta organizá-las. Um exemplo disto é o setor de design no Brasil. Se utilizado todo potencial produtivo do segmento para desenvolver e lançar produtos e serviços inovadores, sem dúvida reduziríamos o deficit colocando o país em lugar de destaque. Temos uma excelente força produtiva de designers e uma infinidade de empresas no Brasil, cabe aos órgãos reponsáveis conectar estes dois públicos que almejam o mesmo objetivo, o crescimento.

Abraços,

Eduardo M. Borba

One Comment

  • Ale disse:

    Pode-se até dizer que o Brasil cresce da maneira errada, foca apenas em números, nos fins, e não nos meios.