DestaquesNotícias

Concorrentes

By 4 de maio de 2011 No Comments

 

Sabe qual é ou qual deveria ser o seu maior concorrente? VOCÊ MESMO. Quando nós nos comparamos com outros profissionais ou empresas, perdemos a oportunidade de sermos únicos. Se preocupar com a concorrência é correr atrás da máquina, é estimular a se fazer mais do mesmo. A energia deve ser focada na própria superação, é aí que está a inovação. Culpar ou responsabilizar um terceiro pelos resultados medianos ou ruins que está tendo não resolve absolutamente nada, é simplesmente perder a oportunidade de evoluir.

A cultural social na qual estamos inseridos dita padrões e estereótipos inalcançáveis através de um bombardeio diário de mensagens publicitárias. E nesse contexto esquece-se de um princípio básico para a qualidade de vida, o de ser autêntico. No cenário empresarial não há concorrência na medida em que se deixa a autenticidade existir. Quando se é único não existe comparação, logo, não existem concorrentes.

O conceito de “concorrentes” ainda tem um ônus, que é a fragilidade, pois quando não se é autêntico oferece-se coisas semelhantes o que outros oferecem, não se destacando. O resultado deste conceito é simplesmente se transformar em mais um na multidão. Muitos se esforçam para serem semelhantes aos melhores. Enquanto os melhores não se esforçam sendo eles mesmos. O sucesso e a inovação estão diretamente ligados à autenticidade. Portanto, seja você mesmo(a)!

Abraços,

Eduardo M. Borba