DestaquesNotícias

Carros verdes

By 7 de dezembro de 2011 No Comments

 

O carro elétrico – alimentado por baterias recarregáveis – parecia ter um grande futuro há cerca de um século atrás. Vinte e oito por cento dos 4192 carros produzidos nos EUA em 1900 eram elétricos. No salão do automóvel de Nova Iorque daquele ano o número de carros elétricos era maior do que os carros movidos à gasolina ou vapor. Alguns dos inventores mais prestigiosos, incluindo Thomas Edison, promoviam os carros elétricos ou tomavam parte do seu desenvolvimento. E as primeiras indústrias a produzir carros em série estavam manufaturando carros elétricos. No início do século XX, carros elétricos, a vapor e a gasolina competiam mais ou menos em condições de igualdade. Muitos analistas da época acreditavam que cada tipo de carro iria encontrar o seu próprio “espaço de atuação” e que iriam co-existir indefinidamente. Entretanto, ao final dos anos 20 o carro elétrico era um produto comercialmente morto. O carro movido à gasolina havia conquistado todo o espaço com sua impressionante velocidade, desempenho e acabamento.

O título do texto acima  é “Um tropeço espetacular” e foi extraído de “The electric automobile in America”, de Michael Brian Schiffer.

Ao contrário do que muitos podem pensar, os carros elétricos não são novidade e infelizmente perderam quase que totalmente o espaço para o monopólio da indústria petrolífera. Quase, porque agora no século XXI eles voltam com tudo, fazendo jus à previsão dos antigos analistas, em prol do meio ambiente e do seu bolso. Confira alguns modelos apresentados nos principais Salões do Automóvel este ano:

 

Mercedes-Benz SLS AMG E-Cell

Quatro motores elétricos instalados sobre cada uma das rodas combinam forças para oferecer nada mais, nada menos, do que 525 cavalos de potência. Com 0% de emissão de qualquer tipo de poluente, o superesportivo é capaz de acelerar até 100 km/h em 4 segundos. Uma novidade que deve chegar ao mercado só em 2013.

Audi Urban Concept

Com jeito de esportivo, ele vem com uma carroceria ultraleve, feita de fibra de carbono e plástico reforçado. A agilidade é assegurada pelas rodas destacadas da carroceria, o que também lhe rende uma estética diferenciada.

BMW Active E

Auxiliado pelo motor elétrico com potência de 170cv, o Active-E acelera de 0 a 100 km/h em 9 segundos e atinge a velocidade máxima limitada de 145 km/h. A autonomia anunciada é de 160 km/h e as baterias de íon lítio podem ser recarregadas numa tomada comum por oito horas. Quem possui um iPhone pode acessar remotamente, por meio de um aplicativo, as condições de carregamento da bateria e fechar e abrir as portas do carro.

Phantom Experimental Electric

Com chassis em alumínio, o carro conta com dois motores elétricos que, juntos, rendem 290 kW, o equivalente a 389 cv. O veículo acelera de 0 a 100 km/h em menos de 8 segundos e atinge velocidade máxima de 160km/h.

PSA Velv

O veículo de design exótico, que remete a uma bolha, comporta até três pessoas. Pesando apenas 650 kg, ele possui baterias de íon de lítio de 8,5 kWh e 27 cavalos de potência, que garantem ao carro uma velocidade máxima de 110 km / h e uma autonomia de cerca de 100 km, numa única carga.

Volvo C30 elétrico

Submetido a um teste de colisão frontal à velocidade de 64 km/h (40 mph), o carro teve os principais componentes elétricos preservados, o que garante sua segurança.

Com fama de ser tão confortável quanto o padrão, o modelo ecológico é alimentado por baterias de íon-lítio que levam oito horas para uma recarga completa em qualquer tomada doméstica. Alcança velocidade máxima de 130 km/h, com aceleração de 0 a 100 km/h em menos de 11 segundos, e tem autonomia estimada em 150 quilômetros.

Cadillac Elétrico ELR

Essa máquina verde de contornos requintados deverá chegar ás ruas entre 2013 e 2014, O carro vai utilizar um sistema de propulsão composto por uma bateria de íons de lítio que alimenta o motor elétrico além de um motor de quatro cilindros a gasolina.

Aqui, a fonte de locomoção primária é a energia elétrica, com o motor a gasolina entrando em funcionamento apenas para carregar a bateria. A autonomia do veículo é de 500Km, mesmo nível de outros modelos da fabricante GM, como o Chevrolet Volt e o Opel Ampera.

Chevrolet Miray

O Miray é um carro conceito com propulsão híbrida. Ele tem carroceria construída em plástico reforçado com fibra de carbono e três motores – dois elétricos de 15kW de potência e um motor a gasolina, podendo alternar entre condução a diesel e elétrica. Como nos demais híbridos, as baterias de íon de lítio são recarregadas por um sistema de recuperação da energia cinética liberada nas frenagens.

VW Bulli

Com pouco menos de quatro metros de comprimento, a nova versão destaca-se pela propulsão 100% elétrica, de 115 cv, que permite ao Bulli uma velocidade máxima limitada de 140 km/h e uma autonomia de até 300 km com uma única carga. No console central, traz um iPad que faz as vezes de tela multifuncional. A aceleração dos 0 aos 100 km/h cumpre-se em 11,5 segundos. Seu projeto ainda permite a instalação de unidades a gasolina ou diesel.

Peugeot SXC

Este conceito de crossover conta com a tecnologia HYbrid4, que consiste em um motor a combustão responsável por mover as rodas dianteiras além de um motor elétrico, que aciona as rodas posteriores. Em baixa velocidade é possível dirigir só no modo elétrico, o que garante emissões zeros. Quando combinados, os motores entregam ao carro uma potência de 313 cv e garantem um consumo de 5,8l/100km e emissões de CO2 de 143 g/km. Com quatro bancos e teto panorâmico, o SXC tem 4,87 m de comprimento, 1,61 m de altura e 2,035 m de largura.

Forspeed

Desprovido de teto e de maçanetas, o Forspeed possui farói arregalados e vem todo pintado de branco, cor que remete à filosofia “emissões zero”. Movido por um motor elétrico acoplado na traseira, este compacto rende 30 kW (ou 40 cv) e possui autonomia de 135 quilômetros, com velocidade de 120km/h. De acordo com a Smart, 80% das baterias do Forspeed podem ser recarregadas em 45 minutos.

Ford Focus elétrico

Equipado com um motor elétrico alimentado por baterias de ións de lítio, o Focus Eletric é recarregável numa tomada de 240V de três a quatro horas e, de acordo com a fabricante, tem autonomia de 160 quilômetros, atingindo velocidade máxima de 135km/h. Uma das atrações do veículo é o sistema interativo “MyFord Touch”, que integra um programa de aconselhamento para garantir a maior autonomia e navegação por satélite, que indica até onde é possível ir com a carga restante da bateria.

Range_e

O Range_e – uma versão ecológica do Range Rover Sport que deve chegar aos mercados em 2013 – contará com um motor à combustão a diesel e outro elétrico, que juntos farão do veículo o pioneiro da marca entre modelos 4×4 com emissões de CO2 inferiores a 89 g/km.

À semelhança de outros carros híbridos do mercado, o superesportivo possui tecnologia Plug-in, que permite recarga completa na tomada elétrica. Segunda a fabricante, só no motor elétrico, ele é capaz de rodar 32km com uma única recarga.

Fonte: exame.com; lps.usp.br

Phantom Experimental Electric